q
Página principal de O Balaio
Adicione o ABACAXI ATÔMICO aos seus Favoritos. Faça do ABACAXI ATÔMICO a sua página inicial. Cadastre-se!
Mande o seu recado!
Beagá, 23 de junho de 2003 d.C.
 

A Lenda da Jóia de Quatro Almas

Por Katchiannya Cunha

 

Dentre os títulos de mangás presentes nas bancas de revista, alguns poucos realmente estão conseguindo se destacar no meio dessa maciça invasão nipônica. Um desses títulos seria Inu-Yasha. Publicada aqui pela JBC, Inu-Yasha foi criado pela famosa mangaka Rumiko Takahashi. Autora de obras como Urusei Yatsura (1977) e Maison Ikkoku (1981), Rumiko, uma das autoras e desenhistas japonesas mais respeitadas, não é totalmente desconhecida do público brasileiro, já que outra importante obra sua, Ranma 1/2 (1987), é publicada aqui no Brasil pela editora Animanga.

Inu-Yasha foi publicada originalmente no Japão em 1996. Em 2000 se transformou em anime, e ainda hoje faz sucesso na tv japonesa. Em 2001 e em 2002 Inu-Yasha ganhou especiais para o cinema. O anime passa aqui no Brasil no bloco Toonami do Cartoon Network, às 18:00 horas.

Em linhas gerais, a história do mangá é a seguinte: no Japão Medieval, cerca de 500 anos atrás, um meio youkai (uma espécie de criatura mística, freqüentemente maligna mas nem sempre) meio humano chamado Inu-Yasha se envolve amorosamente com a sacerdotisa Kikyou, guardiã da poderosa "Shikon No Tama" (Jóia de Quatro Almas). Entretanto, no dia em que Kikyou iria entregar a Jóia a Inu-Yasha para que ele se tornasse humano e assim pudesse se casar com ela, ele aparentemente a ataca e foge. Ela o procura e revida o ataque, prendendo Inu-Yasha em uma árvore com uma flecha mística. Kikyou acaba morrendo e é cremada junto com a Jóia de Quatro Almas.

No Japão atual, a jovem estudante Kagome Higurashi (Agome, na versão brasileira do anime) vive no santuário xintoísta Higurashi com seu avô, um sacerdote, sua mãe e seu irmãozinho. É seu 15º aniversário e também o dia em que sua vida irá mudar. Ajudando seu irmão a procurar um gato, ela é arrastada para dentro do poço do templo por uma youkai chamada Mulher-centopéia e vai parar no Japão Feudal. Encontra Inu-Yasha e acaba libertando-o para enfrentar a Mulher-centopéia. Também descobrimos que Kagome é possivelmente a reencarnação de Kikyou e que a Jóia de Quatro Almas se encontrava dentro de seu corpo, atraindo a Mulher-centopéia, que extraiu a Jóia com uma mordida.

Cinqüenta anos haviam se passado desde que Inu-Yasha foi preso na árvore. Através de Kaede, irmã mais nova de Kikyou e sua substituta como sacerdotisa da vila, ele fica sabendo do trágico destino de sua amada, a quem agora jura que odeia. Em princípio, Inu-Yasha e Kagome não se dão bem, em parte porque Inu-Yasha diz que ela lembra muito Kikyou, a mulher que ele "odeia". Mas depois de um acidente em que a jóia é dividida em milhares de fragmentos, eles são obrigados a trabalhar juntos, afinal Kagome é a única que pode localizar os pedaços. Com o passar dos tempos, seus sentimentos vão mudando.

Os personagens principais da história são:

Inu-Yasha: um meio youkai esquentado, metido a valentão e a bad boy, no fundo Inu-Yasha tem um bom coração e tenta fazer o que é certo. Sofreu muito quando criança pelo preconceito tanto por parte de humanos quanto por parte de youkai por sua condição de meio youkai, e também pela morte precoce de sua mãe. Encontra-se divido entre seu amor por Kagome e sua antiga paixão por Kikyou. Também é o único, além de Kagome, capaz de cruzar o portal que liga o século XX ao Japão Feudal.

Kagome/Agome: jovem colegial e provável reencarnação de Kikyou. Dona de um incrível poder místico, com o passar dos tempos passa a ter mais confiança, conseguindo manipulá-lo melhor. É a única capaz de localizar os fragmentos da Jóia. Divide seu tempo com os afazeres escolares no séc. XX e sua busca no período feudal. É uma garota meiga, que tenta ver a vida de forma positiva. Também é apaixonada por Inu-Yasha.

Narac: poderoso youkai, originalmente era humano. Possui a capacidade de assumir a forma que quiser. Obcecado por Kikyou e pela Jóia de Quatro Almas, foi o responsável pelo desentendimento entre ela e Inu-Yasha ao se passar pelo meio youkai, e está por trás dos atuais eventos sinistros que assombram nossos heróis.

Mirochi: monge mulherengo que pede em casamento todas as mulheres que vê. Apesar disso, um bom sujeito. Está atrás de Narac, pois este amaldiçoou seu avó com o "buraco do vento" na mão direita, um buraco que suga tudo ao seu redor e cresce até o dia em que suga o próprio portador. A maldição é passada de geração para geração, sendo Mirochi o atual portador do buraco, que usa como uma arma. Só derrotando Narac ele poderá acabar com a maldição.

Sangou: membro de um clã caçador de youkais, tem um visual que lembra o da Taki do game SoulEdge (Playstation). Sua família e a aldeia em que vivia foram completamente massacradas por Narac, exceto seu irmão caçula, que vive uma semivida escravizado pelo vilão. Sua aldeia é o local de origem da Jóia de Quatro Almas. É uma garota séria, corajosa e um pouco triste, também parece ter uma quedinha pelo monge Mirochi.

Shippou: é a mascote da turma, um youkai raposa filhote que teve seu pai assassinado pelos malignos irmãos Relâmpago.

Kikyou: a sacerdotisa foi ressuscitada por uma bruxa, utilizando parte da alma de Kagome e um corpo feito de barro e cinzas de seus ossos. Diferente de Kagome, Kikyou é uma pessoa séria e altiva. Nutre um misto de amor e rancor por Inu-Yasha, querendo se vingar dele por culpá-lo por sua atual condição.

Outros personagens importantes são: a família de Kagome, Kaede (irmã de Kikyou), Miyuga (uma pulga que é servo do pai de Inu-Yasha) e Seishomaru - este último, irmão de Inu-Yasha, odeia-o e deseja matá-lo por considerá-lo um fraco e indigno, dada a sua condição de meio youkai.

Com uma arte primorosa, combinando os traços estilizados típicos do mangá com composições que ora beiram o realismo ora beiram o fantástico, além de uma arte finalização que utiliza com eficiência a luz e a sombra, Inu-Yasha tem tudo para se tornar um clássico no universo dos mangás. Além disso, a forma como os personagens são caracterizados e o modo como se inter-relacionam, numa mistura equilibrada de tragédia e humor escrachado, de momentos sombrios e sangrentos com momentos de pura emoção e comédia, tornam a série extremamente carismática e emocionante. Inu-Yasha é leitura obrigatória para que gosta de uma história empolgante e de qualidade.

Agradecimentos à Banca 9ª Arte
Av. Antônio Carlos, 6627- Campus UFMG (Pampulha - Portão 1) Tel.: (31) 9652-4091.

Dicas de sites:

http://www.cartoonnetwork.com.br/toonami/watch
/inuyasha/showguide.html
Site oficial do Cartoon Network, que exibe o anime.

http://www.mangasjbc.com.br/
Site oficial da JBC, que publica o manga no Brasil

http://www.inuyashabr.com/
http://www.inuyashahp.cjb.net/
http://geocities.yahoo.com.br/kagome_7/geral.html
http://www.inuyashaxp.hpg.ig.com.br/
http://www.inuyashasplace.kit.net/
http://www.inu_yasha.kit.net/
http://www.dragonpower.com.br/episodios/
inuyasha.shtml
http://www.inuyashaworld.kit.net/
http://www.canalinuworld.kit.net/
Sites de fãs dedicados ao mangá e ao anime, com guia de episódios, galerias de imagens, fanfics, dados sobre os personagens e a autora.

Além de escrever para o Abacaxi, estou com um blog sobre quadrinhos chamado O Som de Suas Asas. Quem quiser passar lá para dar uma conferida, fique à vontade! Endereço: www.osomdesuasasas.blogger.com.br.

 

 

 

©Todos os direitos reservados
Melhor visualizado com Internet Explorer em 800X600

 
ÚLTIMAS MATÉRIAS
Campbell's Angels
O Samurai, o Ronin, o Demônio e o Feiticeiro
Mutatis Mutantis (II)
Feito gatos e ratos
A Volta do moderno Robin Hood
Confira textos mais antigos...